ACESSO LOJISTA

ENTRAR

ACESSO CLIENTE

ENTRAR
Meu carrinho

Disco e Audição Apaixonada

Data(s) e horário(s)

05/04/2021 -

06/04/2021 -

07/04/2021 -

08/04/2021 -

09/04/2021 -

Local

Evento on line
0 0
0 0

Ingresso

Eu e o meu mano @eduardobrecho_ vamos abrir nossos acervos para uma audição dirigida de discos, regada por uma conversa aberta, franca e direta sobre cultura musical do Brasil nos anos 1970.

O link ta na Bio! Realização @aruanda.mundi

DISCOS:
1. Tânia Maria "Olha quem Chega" (1971)/Odeon.
2. Paulinho da Viola "Dança da Solidão" (1972)/Odeon e "Nervos de Aço" (1973)/Odeon
3. Johnny Alf "Nós" (1974)/Odeon
4. Maria Bethânia "Drama" (1972) /Philips
5. Luís Vagner “Simples" (1974)/Chantecler

Por aproximadamente 100 anos o disco foi o principal veiculo de conteúdo musical. O Álbum em forma de encarte impresso de um/a artista-pessoa, banda, conjunto, orquestra, por exemplo, foi transformado em objeto complexo e multidimensional, objeto de arte, manifesto político, suporte de memória, enunciado de identidade étnica, coletiva e pessoal. Tornou-se uma matéria debatida e mundialmente trocada entre consumidores comuns, colecionadores, pesquisadores e aficionados. Mas, o disco long-play ainda segue como objeto para ser partilhado e ouvido coletivamente, uma prática e sociabilidade que vai além do modismo e das temporalidades ditadas pela mudanças tecnológicas. Podendo ser um fetiche, o disco ainda é um fato histórico, cujo charme e durabilidade são incontestáveis.

https://www.instagram.com/p/CM0Paq-HZH7/?igshid=vqslu9sdnd8q